Fale Conosco

Os quinze novos defensores públicos empossados pelo Conselho Superior da Defensoria Pública da Paraíba na tarde de ontem no auditório do Centro cultural Ariano Suassuna, em João Pessoa, foram saudados pela defensora pública geral da Paraíba, Madalena Abrantes, como artífices da uma construção de uma nova Instituição.

“Esse momento representa uma grande conquista, que resulta de uma série de batalhas iniciada há seis anos, quando assumiu a APDP, para reforçar os quadros da Defensoria Pública através de concurso público”, lembrou, superando, nesse período, a falta de percepção da necessidade do fortalecimento da Instituição, essencial à democracia.

A nova defensora pública Carollyne Andrade Souza falou em nome dos empossados e assegurou ter certeza da vontade de todos de fazer o bem, amparando juridicamente os mais necessitados, que às vezes não têm condições financeiras nem mesmo de levar o pão à mesa da família e muito menos pagar um advogado.

“Para nós, a Defensoria é mais do que uma carreira estatal, é um trabalho humano, de doação de amor ao próximo, cultivado diariamente”, disse.

Novo momento da Defensoria Pública

Para o deputado federal Rômulo Gouveia, o ato de posse simboliza o novo momento que a Defensoria Pública da Paraíba está vivendo. Ele lembrou que, ao suprir uma grande deficiência de defensores públicos, a Instituição fortalece a sua autonomia e quem ganha com isso é a população carente de justiça, público alvo de seus serviços.

O presidente do Colégio Nacional de Defensores Públicos Gerais de defensor público geral da Bahia, Clériston Macêdo considerou a solenidade um momento histórico não só para a Defensoria Pública da Paraíba mas de todo o Brasil, mas resultado da luta de toda a Instituição. “Não poderíamos deixar de participar desse momento de alegria e responsabilidade”, afirmou.

Outro a destacar o significado da posse foi o presidente da Associação Paraibana dos Defensores Públicos, Ricardo Barros, que lembrou das muitas lutas travadas pela entidade desde que a assumiu a entidade com Madalena, para que esse resultado fosse alcançado, através da autorização pelo TJ-PB para publicação das portarias que estavam sendo vetadas pelo Poder Executivo.

A solenidade, das mais prestigiadas, contou com as presenças de diversas autoridades, dentre elas os presidentes do TJ-PB e do TCE-PB, desembargador Joás de Brito Filho e André Carlo Pontes, defensor público geral da União, Edson Júlio, o deputado federal Pedro cunha Lima, os deputados estaduais Raniery Paulino, Tovar Correia Lima e Trocolli Júnior, e da vice-presidente da Associação nacional dos Defensores Públicos, Thaísa Oliveira.