Fale Conosco

 

O prefeito Veneziano vive um dilema. Ser ou não ser o nome da oposição para 2014. Peitar ou não peitar Ricardo Coutinho. Exigir ou não exigir de Maranhão o comando do PMDB. Está ou não está elegível até lá.

Enquanto paira a dúvida sobre se escapa ou não da cassação, manter-se ficha limpa tem sido a sua prioridade.

Não obstante, Veneziano precisa destrinchar algumas equações para se viabilizar. Por exemplo, o que acontecerá com sua base nos dois anos em que ficará sem mandato?

Os gabinetes de Vitalzinho e Nilda formam um só guarda chuva, que tem circunferência razoável, mas não cabe todo mundo e daí muitos serão atraídos pelos adversários.

Para se consolidar como pré-candidato ao governo nos longos quatro anos que ainda tem que percorrer, Veneziano além de escapar da cassação terá que se reciclar, mudar mesmo algumas coisas que existem em sua volta, se impor dentro do núcleo familiar e brilhar com uma gestão que esperamos desde 2004.

Só assim ele terá chance de eleger o sucessor em 2012 e manter seu exército dentro da PMCG, transformando-se em um pré-candidato viável.