Fale Conosco

Quando Ronaldo Barbosa e Walquiria Alencar militavam contra a ditadura Ricardo Coutinho nem sonhava em entrar em um partido político. Esse casal se conheceu na luta pela democracia e defesa dos direitos humanos e forjados na batalha das ruas nos anos de chumbo foram dirigentes da antiga AMPEP e fundadores do PT.

Sempre tive muito respeito por Ronaldo Barbosa e quando eu ainda era um militante do movimento secundarista ele abrigava nossas reuniões na AMPEP e vez por outra conversava com o grupo secundarista sobre a importância da luta permanente.

Walquiria Alencar era presidente do Centro da Mulher 8 de Março, vanguarda do movimento feminista na Paraíba, respeitada aqui e lá fora pela coragem e posições.

Mais do que Estela, Cida ou Sandra, Walquiria é merecedora de um mandato de vereadora ou deputada, pois tem história de lutas em defesa dos direitos das mulheres sem perder a dignidade, capitular ou sujar as mãos.

Nunca dentro do movimento sindical, partidário ou na vida pessoal ouvi nada que desabonasse o casal. Tentaram mandatos e perderam vezes seguida por um motivo simples: nunca foram de nenhum esquema, nunca sujaram as mãos, nunca capitularam.

E agora ao saber que Ronaldo Barbosa cabala filiações em massa ao Cidadania vejo que nem tudo no PSB próximo de Ricardo Coutinho era desvio de conduta e capitulação histórica.

Havia um Ronaldo, havia uma Walquiria e isso prova que quem tem boa formação, ética e princípios não se contamina e nem vira Maria vai com as outras quando a lama bate na porta acenando com o sorriso sedutor da corrupção e a tentação do enriquecimento ilícito.

Ronaldo Barbosa deve e merece pelo que representa de decência e reserva moral assumir o comando do Cidadania em João Pessoa. E a sua eterna namorada Walquiria merece um mandato de vereadora ou deputada. Valorizemos os bons!

Dércio Alcântara