Fale Conosco

O ex-vereador e ex-deputado estadual Aníbal Marcolino não se reelegeu para o segundo mandato na Assembleia e desfalcou a oposição, que hoje não conta mais com sua atuação firme e sua voz nos apartes calorosos.

Vítima de uma operação engendrada pelo governador Ricardo Coutinho, Aníbal teve as suas bases mapeadas e seus correligionários cooptados.

É que, ao contrário da dubiedade de alguns, Aníbal é político de palavra, que tem lado e não titubeia na defesa intransigente das causas populares.

Segundo suplente de sua coligação, Aníbal obteve mais de 20 mil votos e para voltar ao mandato e tirar o sono do governador teria que articular para um deputado se licenciar e a primeira suplente, Elisa , renunciar. O que, convenhamos, é muito difícil sem nenhuma máquina nas mãos.

Ainda no PEN, Aníbal decidiu refazer o caminho de volta. Será candidato a vereador e já anda a procura de um novo partido para o seu projeto.

Se eu fosse Cartaxo trazia logo Aníbal para as suas fileiras.