Fale Conosco

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) reagiu às críticas do presidente da França, Emmanuel Macron, e afirmou que a proposta do líder europeu de discutir a onda de queimadas na Amazônia na Cúpula do G7 –fórum do qual o Brasil não participa– “evoca mentalidade colonialista descabida no século 21”. O Brasil enfrenta forte pressão internacional em razão do aumento dos índices de desmatamento e, mais recentemente, das queimadas na região amazônica.

O Gaeco e o Ministério Público deflagraram na manhã desta sexta-feira (23) a Operação Backfire. Foram cumpridos mandados judiciais em prédio do Altiplano Cabo Branco, em João Pessoa, e em uma empresa no bairro dos Bancários, também na Capital. Os alvos da operação são o coronel dos Bombeiros, José Carlos de Souza Nóbrega, e o empresário Diego da Silva Castro, proprietário da DC Engenharia. Os alvos são investigados por participarem de um esquema de propina para liberação de alvarás.

A Advocacia-Geral da União (AGU) cobrou R$ 2,4 milhões em 22 ações ajuizadas contra ex-agentes públicos ou particulares, autores de irregularidades nos primeiros sete meses deste ano, na Paraíba. Na lista estão ações de improbidade, execução de condenações impostas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e outros pedidos de ressarcimento ao erário e cobranças por ilícitos.

O governo federal apresentou ontem (22), de forma oficial, o portal único federal, o GOV.BR, que deverá abrigar todos os sites de órgãos públicos federais até o final do ano que vem. Entre as novidades da nova plataforma estão a oferta de 315 serviços públicos completamente digitalizados, como pedidos de aposentadoria, salário-maternidade, carteira digital de trânsito, entre outros. Batizada de Dia D da Transformação Digital, a cerimônia, realizada no Palácio do Planalto, contou com a participação do presidente da República, Jair Bolsonaro, do vice, Hamilton Mourão, além de ministros a parlamentares.

A Polícia Militar deflagrou, na manhã desta sexta-feira (22), a operação Alvorada, que tem como objetivo combater roubos nas paradas de ônibus e nos coletivos da Paraíba. A Operação tem o comandante-geral Cel. Euller Chaves à frente e conta com o trabalho de mais de 340 policiais, inclusive a pé, e 43 viaturas.

Da redação