Fale Conosco

1-Uma pesquisa do Datafolha – feita de 4 a 5 de julho – indica a consolidação de uma divisão política do país após seis meses do governo de Jair Bolsonaro (PSL). O Brasil está rachado em três. Para 33%, o presidente faz um trabalho ótimo ou bom. Para 31%, regular, e para outros 33%, ruim ou péssimo. Com isso, Bolsonaro se mantém como o presidente em primeiro mandato com a pior avaliação a esta altura do governo desde Fernando Collor de Mello, em 1990.

2-O Conselho de Direitos Humanos da Paraíba (CEDH) emitiu nota de repúdio contra a atuação dos policiais paraibanos e pernambucanos após o confronto que resultou na morte de oito pessoas – entre elas, integrantes de quadrilha de assaltantes. No texto, o presidente do Conselho, Guiany Campos Coutinho, cobra das Secretarias de Segurança dos dois estados envolvidos uma investigação rigorosa dos fatos.

3-O presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), Márcio Murilo Cunha Ramos, informou que o órgão estuda implantar, até o final do ano, audiências virtuais. De acordo com o desembargador, a novidade vai possibilitar, por exemplo, que o juiz ouça testemunhas em outros estados da federação, sem que a testemunha precise se deslocar para depor perante o Juízo.

4-A seleção brasileira masculina de futebol se tornou o campeão da Copa América 2019 após vencer, neste domingo (7), o Peru por 3 a 0. Depois de uma campanha com altos e baixos, a seleção brasileira chegou motivada para a decisão por conta da vitória contra a Argentina pelas semifinais, por 2 a 0, no Mineirão. Ainda havia o fato de, contra os peruanos, o Brasil nunca ter perdido uma Copa América em que foi sede (ganhou em 1919, 1922, 1949 e 1989).

5-A Rota Cultural Caminhos do Frio chega, nesta segunda-feira (8), na cidade de Pilões, no Brejo paraibano. A abertura do evento irá acontecer no Centro Social Padre Matheus, com com a banda de música Professor Antônio Pinto, além da participação de artistas local, às 19h. Às 21h começam os shows no palco principal, na Praça João Pessoa, com apresentação de Lalo do Acordeon.

Da redação