Fale Conosco

A gente já viu o desembargador, o engenheiro, outro desembargador e tantas outras figuras tidas como “pessoas decentes” serem motivo de indignação, nos últimos meses de pandemia, por humilhar outros profissionais por se acharem os donos do pedaço.

Hoje, a cena não foi diferente. Um entregador que trabalha para aplicativos de serviços de alimentação sofreu agressões verbais e racismo por parte de um morador de um condomínio de casas em Valinhos (SP). Um vídeo, que viralizou nas redes sociais, mostra o momento em que o homem ofende o profissional e diz que ele tem “inveja disso aqui”, apontando para a própria pele.

Assista:

Mas a pergunta que eu me fiz é: por que a pandemia trouxe à tona tantos casos como esse? Claro, todo mundo está um pouco mais estressado e com as emoções a mil devido ao momento em que vivemos. Mas isso não é motivo para acharmos que estamos acima do bem e do mal e tratar qualquer ser humano de forma depreciativa.

Muito pelo contrário. Esse seria o momento de tentar ajudar a quem mais precisa e a quem continua trabalhando nas ruas, se expondo, levando a comida à casa do consumidor.

Mas, pensando bem, outra observação importante sobre o tema é que talvez não sejam os “figurões” que pioraram. E, sim, a gente que não aguenta mais ver e saber que esse tipo de pessoa ainda existe em pleno século XXI. “Liga a câmera e coloca nas redes”, nossa mente já pensa logo que aquela cena é inaceitável.