Fale Conosco

O Ministério Público Federal na Paraíba instaurou inquérito civil para apurar uma possível compra irregular de 7 mil livros sobre o novo coronavírus pela Prefeitura de Aroeiras pelo valor de R$ 279,3 mil. A investigação foi iniciada pela Polícia Federal em abril de 2020, quando foi deflagrada a Operação Alquimia, que na época identificou indícios de irregularidades na aquisição de livros. Um desses livros, inclusive, foi comprado por 330% maior valor do que o praticado pelo mercado, segundo apurou a Controladoria Geral da União.

Além disso, a PF comprovou que livros e cartilhas similares estavam disponibilizadas gratuitamente na página do Ministério da Saúde na internet.

No inquérito instaurado nesta quinta-feira (5) pelo MPF, o procurador Bruno Barros de Assunção explica que “a instauração do presente Inquérito Civil deve-se à necessidade de aguardar a conclusão da investigação criminal conduzida pela Polícia Federal, para avaliar, a partir daí, as implicações cíveis”.

Veja o extrato da publicação: