Fale Conosco

Na noite desta segunda-feira (08), a Paraíba perdeu um dos seus políticos mais ilustres. Morreu aos 87 anos o senador José Maranhão. Internado há 71 dias na UTI de um hospital em São Paulo, o parlamentar tratava das complicações causadas pela Covid-19, mas não resistiu e faleceu.

Diagnosticado com o novo coronavírus no dia 29 de novembro, data do segundo turno das eleições de 2020, o político foi internado no mesmo dia num hospital particular de João Pessoa. Na mesma semana, após apresentar piora em seu quadro clínico, José Maranhão foi transferido para o Hospital Villa Nova Star em São Paulo.

Ao longo da internação, ele teve diversas mudanças em seu estado de saúde. Chegou a ser entubado e extubado várias vezes, mas sempre na UTI. Entretanto, nos últimos dias, seu quadro clínico havia piorado. A informação de sua morte foi confirmada por familiares.

“Muitas pessoas quando perdem entes queridos colocam nas redes notas de falecimento. Quero colocar uma declaração de amor: José Maranhã não foi só meu, Zé Maranhão foi de vocês”, disse a desembargadora Maria de Fátima Bezerra em áudio emocionante.

Natural da cidade de Araruna, Maranhão era casado com a desembargadora Maria de Fátima Bezerra Cavalcanti. Ele deixa dois filhos, Leônidas Bezerra Targino Maranhão e Maria Alice Bezerra Cavalcanti Maranhão.

Ouça o áudio completo da desembargadora Maria de Fátima Bezerra Cavalcanti:

Com a morte de José Maranhão, Nilda Gondim, mãe do senador Veneziano Vital do Rêgo, assume a vaga do político no Senado Federal. Ela já ocupava o posto de forma interina com a licença do parlamentar.