Fale Conosco

O atacante Lionel Messi decidiu ficar no Barcelona por mais uma temporada para evitar uma briga judicial com o clube, publicou hoje a TV argentina TyC Sports. Oficialmente, porém, o argentino ainda não se manifestou sobre o assunto.

Na manhã de hoje, uma nota assinada por seu pai e empresário, Jorge Messi, contestou a multa rescisória de 700 milhões de euros (cerca de R$ 4,3 bilhões) prevista em contrato, dizendo que uma cláusula prevê a rescisão unilateral ao fim da temporada 2019/2020. A La Liga, organizadora do Campeonato Espanhol, diz que Messi só pode deixar o clube com o pagamento da multa.

Diante do impasse, que se encaminhava para uma disputa judicial, a Tyc Sports publica que Messi decidiu que cumprirá o restante do seu contrato até junho de 2021 para evitar um “escândalo judicial com o clube de sua vida”.

Desta forma, a sua saída será postergada, ocorrendo ao fim de seu contrato, quando poderá escolher seu novo destino sem a necessidade de brigar com o Barcelona. Hoje, o Manchester City é apontado como favorito na disputa pelo jogador.

Lionel Messi avisou ao Barcelona na última semana de sua intenção de deixar o clube. Nesta semana, seu pai chegou à Espanha e iniciou as conversas na tentativa de chegar a um acordo com o clube, que está irredutível.

Desde ontem, jornais espanhóis e argentinos noticiam que Messi estava revendo sua decisão deixar o clube imediatamente, mas a TyC Sports é a primeira a afirmar categoricamente que ele decidiu pela permanência. Até o momento, o jogador se manifestou apenas por meio de seus representantes.

UOL