Fale Conosco

Dessa vez ninguém vai cantar de galo e o mercado publicitário já percebeu que o miserê tomou conta de tudo. Como se já não bastasse a mixaria que a PMJP disponibilizou para as agências licitadas tocarem a publicização das ações do prefeito maluquinho Luciano Agra, agora vem o mesmo Nonato de sempre puxando pra baixo a perspectiva do mercado.

Soube que só vai ser de 14 milhões a verba disponibilizada para a licitação das agências de publicidade cujo edital será lançado em abril.

O que isso significa? Significa que aqueles empresários da área de comunicação, principalmente proprietários de veículos que apostaram em Ricardo, deram um tiro de bazuca no pé.

Controlando quase todas as contas – leia-se Governo, PMJP, Assembléia e Câmara de João Pessoa – Nonato acabou com a concorrência e nivelou o mercado por baixo.

Difundir uma ação de governo carece de várias etapas, que vão desde a pesquisa, passando por criação, pré , produção e pós, e, é claro, veiculação abrangente.

14 milhões rateados por seis agências caberão pouco mais de dois milhões para cada uma fazer milagre.

Como as agências são remuneradas pela comissão de 15% em caso de produção e 20% em caso de veiculação, o bolo publicitário será raquítico, pois o que está em disputa é muito pouco quando retirar impostos e custos fixos.

Para ser mais exato, caberá a cada agência uma perspectiva de faturamento de no máximo 10 mil reais por mês.

Vivemos tempos bicudos. E o “R” de Ricartdo também é o de recessão. E que não venha o secretário Nonato Bandeira falar em moralização que ninguém engole mais essa balela.