Fale Conosco

Carreatas e protestos ao longo do país foram registradas neste sábado (23). Organizadas por entidades e partidos da oposição, as manifestações cobraram o chefe do Executivo por sua atuação na pandemia. Os pedidos de vacina e de afastamento deram o tom dos atos, marcados por críticas ao atraso na imunização da população contra a covid-19. De acordo com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), integrante da coordenação das manifestações, foram registradas carreatas em 87 cidades.

Ao som de buzinas, manifestantes pediram o fim da gestão do presidente da República. “Acabou, acabou! Vai embora (Bolsonaro), leva toda a sua gangue”, gritou uma manifestante na capital federal. Na avaliação da porta-voz do partido Rede Sustentabilidade no DF, Ádila Lopes, a mobilização de ontem foi um “esquenta” para o ato previsto para o dia 31 de janeiro, véspera da eleição para as presidências da Câmara e do Senado (cabe ao titular da Câmara dar andamento a qualquer pedido de impeachment).

Em João Pessoa, a carreata saiu da Praça da Independência em direção à avenida Epitácio Pessoa por volta das 15h15, e seguiu para a praia de Tambaú. Nos carros que participaram do ato, além de cartazes criticando e ironizando Bolsonaro, também tinham faixas pedindo “vacina para todos”.

Popularidade

Influenciada pela situação da pandemia da covid-19 no País, marcada pela crise no fornecimento de oxigênio na rede de saúde de Manaus (AM), a popularidade do presidente já se mostra abalada.

Pesquisa Datafolha divulgada na sexta-feira indicou aumento do número de insatisfeitos com Bolsonaro: 40% da população avalia sua atuação como ruim ou péssima, comparado com 32% que assim o consideravam na edição anterior da sondagem, no começo de dezembro.