Fale Conosco

A venda da Amazônia com o decreto presidencial que extingue a Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca) e libera milhares de hectares de floresta às empresas de mineração foi denunciada, nesta segunda-feira (18), em Nova Iorque (EUA). O protesto organizado pelo Avaaz ocorre no dia em que Michel Temer foi ao país para jantar com o presidente norte-americano Donald Trump.

“Pare de matar a Amazônia”, dizia a imagem projetada no carro de som que circulou pela cidade.

No encontro com Trump, Temer tratou, entre outros assuntos, da situação na Venezuela.

Além do protesto do Avaaz, os Coletivos Brado e Defend Democracy in Brazil se juntam na frente do hotel em que Temer ficará hospedado para protestar também sobre a questão amazônica.

 

Brasil 247