MundoNotícias

Líder chinês exclui Bolsonaro de reunião e dá indício de fim do BRICS

A submissão aos Estados Unidos impulsada pelo governo de Jair Bolsonaro parece já estar dando frutos. O governo da China disse que aproveitará a reunião do (no Japão, durante o próximo fim de semana) para um encontro trilateral paralelo do seu presidente, Xi Jinping, com os mandatários da Rússia, Vladimir Putin, e da Índia, Narendra Modi.

Nesse caso, dois dos cinco países que formam o Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) – Brasil e África do Sul – ficariam de fora desse encontro.

Não é nenhum segredo para o mundo que a devoção demonstrada por Bolsonaro a Trump, durante sua recente passagem por Washington, não agradou a Putin e sobretudo a Jinping, em um cenário em que seu país e os Estados Unidos vêm travando uma ríspida guerra comercial. Resta saber qual será o próximo passo do presidente brasileiro nessa relação e qual o futuro do Brics.

Da redação