Fale Conosco

Depois de terem farrapado com os policiais militares, mesmo tendo prometido ir até as últimas conseqüências de uma greve abortada na véspera, os delegados agora querem mostrar serviço para justificar o afago que receberam do governador Ricardo Coutinho via Diário Oficial. 

Ótimo, a sociedade agradece, mas diante mão aviso que não fazem mais do que a obrigação. 

Como o combate a pedofilia deve ser prioridade, tiro o chapéu para o trabalho da Polícia Civil lá da Região do Cariri e republico esse release que recebi. 

Policiais Civis da 4.ª Regional – Monteiro, da Delegacia de Polícia Civil de São João do Cariri, numa operação conjunta com a Delegacia de Polícia Civil de Soledade, detiveram na manhã da terça-feira, dia 01/03, a pessoa de A.L.O., 37vanos de idade, em cumprimento de Mandado de prisão exarado pelo Juízo daquela Comarca, em razão da acusação de que o detido teria abusado sexualmente dos dois filhos, um adolescente de 14 anos e uma criança de 11 anos. 

Após denúncia ao Conselho Tutelar de São João do Cariri e ao Serviço Social Municipal, referente ao espancamento praticado pelo acusado em desfavor de um dos filhos, as vítimas confirmaram o abuso sexual sofrido. Após a denúncia, o acusado se evadiu de São João do Cariri, indo residir em Soledade, onde foi detido. 

Segundo o Delegado Rodrigo Monteiro de Oliveira, o exame pericial confirmou o abuso sexual sofrido pelo adolescente, quando as vítimas confirmaram pela segunda vez os abusos sofridos. 

O inquérito será remetido à justiça na próxima semana, e o acusado permanecerá na Cadeia Pública da Comarca à disposição do Juízo. 

Segundo os delegados que participaram da prisão, Everaldo Barbosa de Medeiros (Soledade), Rodrigo Monteiro de Oliveira (S. João do Cariri) e Kelsen Vasconcelos (Delegado Regional da 4.ª DRPC – Monteiro), o trabalho conjunto das repartições policiais e a troca de informações entre elas vêm colaborando para a grande quantidade de prisões realizadas nos últimos meses.