Fale Conosco

Ontem (01/02) no mesmo dia em que foi empossado como o mais novo presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) o desembargador Joás de Brito Pereira Filho, em uma das suas primeiras ações nomeou como Chefe de seu Gabinete a irmã do Senador Cássio Cunha Lima, Glauce Rodrigues Cunha Lima. Recentemente, o desembargador foi destaque na imprensa após conceder Habeas Corpus (HC) ao jovem Rodolpho Gonçalves Carlos da Silva, suspeito de atropelar e matar o agente do Detran-PB Diogo Nascimento Souza, durante uma blitz da Lei Seca no último dia 21 de janeiro.

A irmã de Cássio vai ganhar no TJPB um salario mensal de R$ 9 mil para chefiar o gabinete do novo presidente do TJPB. O senador Cássio, foi escolhido ontem como 1° vice-presidente do Senado Federal. Há poucos dias o nome de Joás de Brito ganhou repercussão nacional, após conceder Habeas Corpus (HC) ao jovem Rodolpho Gonçalves Carlos da Silva, suspeito de atropelar e matar o agente do Detran-PB Diogo Nascimento Souza, durante uma blitz da Lei Seca no último dia 21 de janeiro. Na ocasião, Rodolpho chegou a ter a prisão preventiva decretada, porém o HC emitido durante a madrugada do dia 22 revogou o pedido de prisão.

Joás de Brito também fez questão de destacar que o processo eleitoral que o colocou no cargo foi completamente legal, porém vai esperar a decisão da presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia sobre o assunto. Desta forma, o desembargador declarou que assume interinamente e que buscará “restaurar a paz nesse Tribunal”.
Agentes do Departamento de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) realizaram uma manifestação durante a cerimônia de posse do desembargador Joás de Brito. O protesto aconteceu na frente do Tribunal de Justiça da Paraíba, no Centro da Capital.

Os servidores exibiam faixas e cartazes protestando contra a decisão tomada pelo desembargador no último dia 22. Os manifestantes pediam o tempo todo a prisão do suspeito de atropelar e matar o agente.

Fonte:Pbagora