Fale Conosco

A tentativa de modificar a situação da atual candidatura do PT em João Pessoa não deve ir muito adiante. Isso porque, de acordo com advogados e especialistas, a intervenção do PT realizada nesta quarta-feira (14) não altera a decisão da Justiça Eleitoral que deu ganho de causa para Anísio Maia. O entendimento judicial é de que o diretório nacional petista não cumpriu os prazos para a retirada da candidatura de Anísio Maia, que tem Percival Henriques (PCdoB) como vice.

De acordo com decisão da Justiça, a convenção que homologou a candidatura de Anísio ocorreu dentro do prazo, sem impedimento gerado pelo Diretório Nacional. Houve, então, o registro da candidatura sem que houvesse impugnação da chapa por parte da nacional. Por isso, o registro da candidatura foi deferido pela Justiça Eleitoral. Depois disso, houve vitória sobre demandas do Diretório Nacional no primeiro grau e no segundo. Em novo recurso no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o procurador-regional eleitoral, Rodolfo Alves, já apresentou parecer contrário.

O Partido dos Trabalhadores, no entanto, está certo de que conseguirá a retirada da candidatura própria e o consequente apoio a Ricardo Coutinho. Neste sentido, tem até transferido doações do Fundo Eleitoral para a candidatura do socialista. Isso, no entanto, não deveria ocorrer, por contrariar uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).