Fale Conosco

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), conhecido como inflação do aluguel, porque é usado como referência de reajuste na maioria dos contratos de locação, registrou alta de 0,98% no mês de novembro. No mês anterior, a variação foi de 0,28%, de acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em novembro de 2013, a variação foi de 0,29%. A variação acumulada em 2014, até novembro, é de 3,05%. Em 12 meses, o IGP-M variou 3,66%.

(Correção: ao ser publicada, esta reportagem errou ao informar que se tratava da terceira prévia do IGP-M de novembro. Na verdade, o indicador é do mês de novembro fechado. A reportagem foi corrigida às 8h10)

O IGP-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

Os três componentes do IGP-M apresentaram as seguintes trajetórias: 
Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), de 0,23% em outubro para 1,26% em novembro
Índice de Preços ao Consumidor (IPC), de 0,46% em outubro para 0,53% em novembro
Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), de 0,20% em outubro para 0,30% em novembro

IPA
O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) calcula os preços no atacado e tem o maior peso no IGP-M. As maiores contribuições vieram dos seguintes subgrupos:

Alimentos in natura: de 0,12% para 2,04%
Materiais e componentes para a manufatura: de -0,09% para 1,36%
Soja em grão: de -3,21% para 6,05%
Milho em grão: de 0,15% para 10,92%
Bovinos: de 2,03% para 5,86%

Em sentido oposto, com redução, vêm os seguintes subgrupos:
Café em grão: de 7% para -3,02%
Leite in natura: de 0,12% para -4,22%
Aves: de 3,97% para -0,64%

IPC
O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apresenta a variação de preços do varejo e também entra no cálculo do IGPM-M, com peso menor. Quatro das oito classes de despesa componentes do índice registraram acréscimo em suas taxas de variação. A principal contribuição partiu do grupo transportes, que variou de 0,18% para 0,52%.

Veja as quatro classes de despesa com altas:
Transportes: de 0,18% para 0,52% – destaque para tarifa de ônibus urbano (de -0,36% para 0,36%)
Educação, Leitura e Recreação: de 0,06% para 0,75% – destaque para passagem aérea (de -7,98% para 10,81%)
Habitação: de 0,47% para 0,62% – destaque para tarifa de eletricidade residencial (de 0,67% para 2,23%)
Despesas Diversas: de 0,16% para 0,29% – destaque para alimentos para animais domésticos (de 0,08% para 1,31%)

Veja as quatro classes de despesa com decréscimos:
Alimentação: de 0,63% para 0,55% – destaque para laticínios (de 0,42% para -1,86%)
Saúde e cuidados pessoais: de 0,58% para 0,45% – destaque para artigos de higiene e cuidado pessoal (de 0,67% para 0,17%)
Vestuário: de 0,75% para 0,44% – destaque para roupas (de 0,69% para 0,28%)
Comunicação: de 0,69% para 0,20% – destaque para tarifa de telefone móvel (de 1,21% para 0,38%)

INCC
No Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que tem o menor peso entre os componentes do IGP-M, os materiais, equipamentos e serviços apresentaram variação de 0,40%, contra avanço de 0,43% no mês anterior. O índice que representa o custo da mão de obra registrou variação de 0,22%. No mês anterior, não havia registrado variação.

G1