Fale Conosco

Todo governo tem um Pinóquio. O que difere uns de outros é que, saturado pelas mentiras que conta e ninguém mais acredita, as vezes terceirizam o filho de Gepeto. É o caso do secretário de Comunicação do governo RC, Luís Torres, o mentiroso escalado para enrolar.

Atolado até o pescoço na AIJE da Publicidade, que tramita no TRE e no mínimo o condenará por improbidade(tratarei desse assunto na próxima semana), Torres é como zagueiro argentino que sai no sopapo e mostra as travas da chuteira para evitar a goleada.

Houve um erro na estratégia de comunicação nessa briga do governador com a realidade das ruas, muito bem escaneada pelo Mapa da Violência da UNESCO. A estratégia escolhida de omitir e transferir responsabilidades, politizando o assunto, mostrou o fundo das calças de uma política de Segurança Pública equivocada e conivente com a criminalidade.

O papel do secretário de Comunicação neste momento deveria ser corrigir a mancada das falas de Célio Alves, da nota oficial do governo, da bancada e do próprio RC, quando atacaram Cássio como o culpado por fatos que a sociedade tem ciência de que aconteceram ontem, acontecerão hoje e amanhã. A escalada da violência.

Como tem medo de fazer contraponto à vontade do rei, genuflexo, cala e consente, multiplicando como Pinóquio terceirizado a mentira que deverá ser repetida à exaustão, até que se torne verdade absoluta.