Fale Conosco

O governador da Paraíba teve papel decisivo na escolha do parlamentar Aguinaldo Ribeiro (PP) para o Ministério das Cidades.

Um comunicado do Palácio da Alvorada chegou as mãos do governador Ricardo Coutinho para saber sua opinião acerca da indicação de Aguinaldo  para o Ministério, antes do anúncio oficial.

Um fonte extra-oficial revelou que o governador , ciente da necessidade de conseguir apoio político em Campina Grande para não perder o governo em 2014, imediatamente entrou em contato com um de seus “peões”  para formalizar uma aliança secreta entre PP e PSB com vistas a fortalecer a candidatura de Daniella Ribeiro em troca da “benção” junto a presidente.

Ninguém sabe o que foi conversado entre o diretório do PP e o mensageiro dos girassóis, mas sabe-se que a conversa agradou tanto Ricardo Coutinho que ele rasgou elogios ao “amigo Aguinaldo” e, após o anúncio oficial, comemorou a nomeação do pepista como sendo da sua cota. Porém, anunciou de pronto que não irá a posse.

Nos bastidores, alguns nomes do PMDB foram indicados à pastas importantes no Governo Federal. A presidente Dilma nem quis olhar para os registros de mais de um milhão de votos que o PMDB teve na Paraíba. Ou mesmo ponderou que Wilson Santiago (PMDB) tenha os mais de 800 mil votos atestados nas urnas no ultimo pleito.

Há quem diga que uma ala do PT paraibano tem se ocupado em promover intriga entre os partidos com a intenção de aproximar o Partido dos Trabalhadores aos jardins de girassóis.

E no que diz respeito a Ricardo Coutinho e ao PP, ele disse que não queria aliança declarada, uma vez que Daniella se ocupou de fazer acusações contra o Governo. Mas, o socialista irá trabalhar silenciosamente para eleger a deputada em Campina e derrotar de uma vez só Cássio e Veneziano, preparando um futuro cenário político com  “Aguinaldinho”  figurando na majoritária à vaga de senador da República ao lado de Ricardo.