Fale Conosco

Alimentos gordurosos estão relacionados diretamente ao ganho de peso e a problemas cardíacos. Mas apesar de só lembrarmos dos pontos negativos, o corpo também precisa de uma quantidade diária de gordura para a formação das células e também para nos dar energia, lembra a nutricionista Aline Carvalho, da USP. O problema está no excesso. “Os brasileira consomem 80% a mais de carne do que o recomendado pelo World Cancer Reserach Fund”, cita a estudiosa, sendo que a carne vermelha é a principal fonte de gorduras saturadas.

Veja as diferenças entre as gorduras para equilibrar suas refeições no dia a dia:

GORDURAS SATURADAS

O que são: Quimicamente, são moléculas de gordura que não têm ligações duplas entre os átomos de carbono. Em temperatura ambiente, essas moléculas são sólidas.

Onde estão: as carnes são as principais fontes de gordura saturada na alimentação. A gordura satura está presente principalmente nos bifes com gordura, carne de carneiro, porco, aves com pele, banha de porco, nata de leite, manteiga e queijos.  

Malefícios: Por ser uma molécula sólida, ela se deposita e acumula mais facilmente nos vasos e veias, por isso relacionada a doenças cardiovasculares. Além de aumentar as taxas de LDL (o colesterol ruim) no sangue. 

Benefícios: De acordo com a Associação Americana do Coração, em uma dieta de 2.000 calorias, não deve comer mais do que 16g de gordura saturada por dia.

GORDURA INSATURADAS:

O que são: Uma molécula de gordura pode ter uma insaturação da carbono (monoinsaturada) ou mais de duas (polinsaturada), explica a nutricionista da USP, Aline Carvalho. A gordura é formada por até 30 carbonos e um átomo de carbono pode fazer várias ligações, inclusive entre si. Quando há uma dupla ligação (um carbono ligado a outro carbono), a molécula ganha um aspecto mais maleável, por isso os óleos são líquidos em temperatura ambiente.

Onde estão: as gorduras polinsaturadas estão presentes nos peixes (como ômega-3 e ômega-6) e nos óleos de soja, milho e girassol. As monoinsaturadas estão nos óleos de canola e azeite e na castanha de caju).

Benefícios: As gorduras insaturadas são benéficas quando ingeridas com moderação, principalmente, se usadas como substitutas das gorduras saturadas. Elas ajudam a reduzir o nível do LDL (conhecido como colesterol ruim) e também são fonte de vitamina E. 

Malefícios: A gordura insaturada só faz bem se consumida com moderação. “Exagerar nas frituras, mesmo se usar óleos bons, está associado ao aumento do peso”, afirma, Carvalho.

GORDURA TRANS

O que são: são um tipo de gordura formada por um processo de hidrogenação industrial. São lipídios insaturados que contêm uma ou mais ligações duplas em uma configuração trocada (ou trans). A hidrogenação também ocorre durante o processo de ruminação de alguns animais, fazendo com que em suas carnes haja uma pequena porcentagem.

Onde estão: Estão presentes principalmente nos produtos industrializados, que usam gordura hidrogenada em suas receitas, como margarinas, biscoitos, massas instantâneas, sorvetes, chocolates, pratos congelados e pipoca de micro-ondas. Os alimentos de origem animal, como carne e leite, possuem quantidades insignificantes dessas gorduras, de acordo com a Anvisa.

Malefícios: Aumenta as taxas de colesterol total e de LDL (chamado de colesterol ruim), além de reduzir os níveis de HDL (colesterol bom).

Benefícios: As gorduras trans são utilizadas para melhorar a consistência e o sabor dos alimentos, mas, de acordo com a Anvisa, não há nenhum estudo que comprove benefícios para a saúde.

*Fontes: Anvisa, American Heart Association e Aline Carvalho (nutricionista doutora pela Faculdade de Saúde Pública da USP)

Uol