Fale Conosco

As declarações de bens apresentadas à Justiça Eleitoral pelo prefeito e pelo vice-prefeito de Sousa, Sertão paraibano, mostram que, juntos, os candidatos à reeleição Fábio Tyrone e Zenildo Oliveira têm cerca de R$ 40 milhões. Tyrone contabiliza um patrimônio de R$ 8,6 milhões, enquanto Zenildo conta com bens avaliados em R$ 30,6 milhões.

No começo do ano, o Blog repercutiu gastos de R$ 6 mil na compra de pirulitos feita pelo prefeito de Sousa. Isso mesmo. A própria edição do dia 28 de janeiro do jornal oficial do município, o Gazeta de Sousa, apontou o absurdo. Veja o print:

Agressão

O prefeito coleciona uma série de polêmicas ao longo dos últimos anos. Uma delas foi ter sido acusado pela namorada, Myriam Gadelha, de agressão física. Segundo a ex-namorada, Fábio Tyrone teria iniciado uma briga em uma festa em João Pessoa reclamando que a advogada havia bebido demais e conversado com muitas pessoas.

Na volta para casa, segundo ela, foi agredida com um tapa no rosto. Na residência dela, ainda foi xingada várias vezes, derrubada no chão e chutada várias vezes. Ela relatou no documento ainda que quando mandou o prefeito embora, foi novamente agredida com um soco no olho.

Myriam Gadelha denunciou prefeito de Sousa após ser agredida na Paraíba — Foto: Arquivo Pessoal

Pandemia

Além disso, Tyrone ganhou repercussão estadual no começo deste mês ao ser flagrado sem máscara, promovendo aglomeração na cidade, como se tivesse comemorando o fim da pandemia. A denúncia deu conta ainda de que, ao fundo, está tocando o jingle do pré-candidato às eleições deste ano, o que se enquadra em propaganda antecipada, visto que pelo calendário eleitoral esse tipo de ação segue proibida.