Fale Conosco

O governo cubano negou nesta sexta-feira, 3, permissão para que a blogueira Yoani Sánchez deixe a ilha para uma viagem ao Brasil. Segundo a jornalista, que critica publicamente o regime político em Cuba, é a 19ª vez em quatro anos que seus pedidos de autorização para saída do país são negados.

Veja também:
link Blogueira se diz ‘decepcionada’ com presidente
link Brasil concede visto de turista para a dissidente cubana Yoani Sánchez

Não há surpresas. Voltam a negar minha permissão de saída. É a 19ª ocasião em que me violam o direito de entrar e sair do meu país”, escreveu Yoani em sua página no Twitter.

Mais cedo, Yoani revelou que estava apreensiva para conhecer a decisão do governo cubano. “Hoje é o dia. Preparada para o ‘sim’ e para o ‘não’. Às 15h, dirão se me darão permissão de saída ou se continuo sendo prisioneira insular”, escreveu.

A blogueira e colunista do Estado havia recebido na semana passada um visto do governo brasileiro para realizar a viagem. O pedido havia sido feito no dia 20 de janeiro e foi concedido no dia 25, segundo o Ministério das Relações Exteriores. A liberação do documento, no entanto, não garantia a viagem, uma vez que era necessária a autorização do governo de Cuba para que ela deixasse o país.

A intenção de Yoani era acompanhar, no dia 10 deste mês, em Jequié, na Bahia, o lançamento do documentário “Conexión Cuba-Honduras”, do cineasta Dado Galvão – no qual ela foi uma das entrevistadas.

Estadão