Fale Conosco

Em viagem internacional oficial pela Câmara dos Deputados, acompanhando o presidente Rodrigo Maia (DEM), o deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP/PB) participou de uma missão parlamentar a Buenos Aires, na Argentina, onde visitou o presidente eleito do país, Alberto Fernandez, que toma posse no mandato no próximo dia 10 de dezembro.

Aguinaldo destacou que o encontro teve o objetivo de reforçar as ‘boas relações’ do Brasil com o país vizinho e aconteceu após um encontro de trabalho com o peronista Sergio Massa, formalizado como presidente da Câmara dos Deputados do país e integrante da coalizão de Fernández.

A reunião contou ainda com a participação de uma comitiva pluripartidária brasileira formada pelos deputados Paulo Pimenta (PT-RS), Baleia Rossi (MDB-SP), Eumar Nascimento (DEM-BA), Orlando Silva (PcdoB-SP).

Para Aguinaldo, o encontro foi bastante positivo, sobretudo pelos laços históricos que existem entre os dois países. “Brasil e Argentina são países com uma interlocução e uma sinergia muito forte e continuará assim, agora com Alberto Fernandez na presidência, enfrentando os mais diversos desafios, seja no campo da indústria, da economia e da própria pauta legislativa para o Mercosul”, destacou.

O presidente Fernández estava acompanhado pelo futuro chanceler argentino, Felipe Solá, e pelo próximo embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli, ao qual se referiu como “alguém de quem eu gosto muito”. O presidente eleito demonstrou esperar uma boa relação com Bolsonaro porque o “Brasil é um irmão com outro idioma”.

Na ocasião, Aguinaldo desejou sucesso ao presidente eleito no novo mandato e agradeceu pela receptividade. “Foi uma visita institucional bastante importante”, ressaltou.

Aguinaldo também exaltou a necessidade de união entre brasileiros e argentinos. Destacou também que a Câmara dos Deputados vem impondo uma “agenda estruturante” no Brasil, com foco na recuperação da economia.

A visita dos deputados brasileiros teve o intuito de “demostrar a importância que o país vizinho tem para o Brasil e para o Congresso.

Assessoria