Fale Conosco

Em meio à crise no PSB, o governador João Azevêdo mandou um claro recado nesta segunda-feira (7) ao reunir todos os secretários de gestão. João disse que somente ele e a vice-governadora, Lígia Feliciano (PDT), tinham estabilidade na administração. Isto porque o socialista admitiu a possibilidade de “ajustes serem realizados” no governo e que não vai aceitar nenhuma espécie de boicote.

“Sempre que houver necessidade, eu farei com a maior tranquilidade. Para os quatro anos somente o meu mandato e o da vice-governador Lígia Feliciano. Se houver necessidade de mudança eu farei, sem problema nenhum. A partir do momento que você identifica qualquer problema com relação a essa questão de boicote ou perda de ritmo de uma Secretaria, nós faremos as alterações que se fizerem necessárias”, declarou.

Da redação