Fale Conosco

Atrevida, a memória da mídia insiste em manter como evidência o que o arrependido gostaria que não tivesse acontecido. Fatos, fotos, vídeos e discursos ficam para sempre armazenados e a disposição da verdade para dirimir dúvidas. É justamente esse acervo que fará o presidente do PSB, Edvaldo Rosas, corar de vergonha e ter vontade de nunca ter dito o que disse.

Em julho de 2015, dia 10 para ser exato, Monte Horebe recebia o emissário do governador para abonar a ficha da prefeita Cláudia Dias. A festa foi grande, os discursos de boas vinda foram de fazer chorar.

O BOM EXEMPLO DE GESTORA

Naquele dia Edvaldo Rosas ressaltou as qualidades da prefeita Cláudia, disse que era uma gestora exemplar que o PSB e o governador Ricardo Coutinho estariam com ela agora em 2016, ajudando em sua reeleição. “Ela tem o perfíl do PSB”, disse Edvaldo.

O padrinho da filiação foi o deputado Jeová Campos e para ele Cláudia era um bom exemplo das lideranças novas daquela região.

Presa esta semana na Operação Andaime, a prefeita de Monte Horebe caiu em desgraça, deixou de ser um exemplo para o PSB e hoje foi expulsa da legenda.

Pelo histórico das investigações, as irregularidades na gestão da prefeita Cláudia vinham desde 2013, mas RC e Edvaldo Rosas só descobriram que aquela exemplar liderança não era tão exemplar assim só agora que ela está atrás das grandes.

Que exemplo Edvaldo Rosas e Ricardo Coutinho podem querer dá aos filiados do PSB, se ambos foram denunciados por irregularidades graves na condução de recursos públicos?