Fale Conosco

Lá no Rio de Janeiro um desembargador resolveu bater de frente com o governador Sérgio Cabral e mandou soltar os bombeiros grevistas. 

O desembargador Cláudio Brandão de Oliveira disse que as condições precárias de prisão e a falta da documentação necessária foram o motivo para a concessão do habeas corpus para os 439 bombeiros presos no Rio de Janeiro desde o último sábado.

Segundo ele, os militares cometeram um erro ao invadir o quartel central da corporação e devem arcar com as conseqüências, mas o período pelo qual permaneceram presos já foi suficiente e os bombeiros poderiam responder em liberdade.

“Não é justo, com eles [os bombeiros] e com suas famílias, que sejam rotulados, de forma prematura, como criminosos. Mantê-los na prisão, além do necessário, não é justo”, disse Brandão.

Com Blog de Cláudio Humberto