Fale Conosco

Chegou à redação do Blog uma grave denúncia de que as alas amarela e vermelha da UPA 24h do bairro de Alto Branco, em Campina Grande, estariam em estado crítico. “Camas quebradas, sucateadas, colchões desencapados, espumas à mostra exposto a secreções… Não existem roupas de cama (serviço de hotelaria hospitalar), todos os lençóis e cobertores são trazidos por familiares, quem não pode levar, dorme em cima de lençol de papel…”, diz trecho da denúncia.

Ainda de acordo com o cidadão, o atendimento também não é dos melhores. “Quem tiver a necessidade de procurar atendimento ou levar um de seus parentes verá a propaganda criminosa da PMCG. A falsa noção de que a procura na UPA está diminuída leva a população a retomar a movimentação em massa nos supermercados, feiras, nos barzinhos de periferia (onde não existe nenhuma fiscalização)”.

Veja a denúncia que nos chegou na íntegra logo abaixo:

*RELATO DE UM TERROR – A UPA 24 horas do Alto Branco não é nada do que a mídia da prefeitura apresenta.
O Exmo. Sr. Prefeito maquia a realidade, faz live da unidade numa manhã de domingo mostrando apenas a parte externa e o pouco movimento. A verdade está nas alas AMARELA e VERMELHA; Um VERDADEIRO TERROR!
Um atendimento desrespeitoso, visto que os familiares deixam seus parentes, acreditando que serão bem assistidos, a equipe de enfermagem luta bravamente fazendo horas extras enquanto seus salários são surrupiados (falta de pagamento de horas extras e adicional noturno).
No dia 27.06.2020, uma enfermeira, testada + para covid-19, retomou às atividades, realizou novo exame, pois ainda apresentava sintomas. O resultado do IGM deu reagente e recebeu orientação do diretor clínico para permanecer no plantão, mesmo em uso de medicação anticoagulante (clexane) prescrita pelo médico plantonista. O medo de perder o emprego fez a enfermeira não reivindicar seus direitos e, o que é pior, contagiar, além do vírus, o MEDO de suas colegas, temendo o contágio, algumas foram de madrugada repousar dentro de seus carros, já que no alojamento e no refeitório não se usa EPI… UM VERDADEIRO CRIME! TENTATIVA DE GENOCÍDIO!!!