Fale Conosco

Candidato a governador pela Coligação A Vontade do Povo, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) fez uso de seu espaço no guia eleitoral de TV desta segunda-feira, 15, para tratar de forma direta sobre uma informação com ares de denúncia que vem sendo sistematicamente usada por seu principal adversário, o governador e candidato à reeleição Ricardo Coutinho (PSB), da Coligação A Força do Trabalho.

         Visivelmente indignado, Cássio rechaçou prontamente a pecha de ilegalidade que o governador tenta aplicar em relação a uma pensão que ele recebe como ex-governador:

         – Essa pensão é absolutamente legal, tanto que esse governo a paga sem ressalvas aos demais ex-governadores vivos.  Os tribunais de Contas e de Justiça atestam a legalidade – assegura ele, em sua fala no guia.

         Voltando a chamar o adversário de “oportunista”, Cássio observou que Ricardo Coutinho nunca questionou a pensão quanto estava interessado no seu apoio político à atual gestão.  “Será que a pensão só era legal quando eu não era candidato?”, indaga o senador em seu programa eleitoral.

Abaixo, a íntegra da fala de Cássio no guia desta segunda-feira, 15:

“O governador do estado trouxe ao guia a denúncia de que recebo ilegalmente a pensão de ex-governador. Essa pensão é absolutamente legal, tanto que esse governo a paga sem ressalvas aos demais ex-governadores vivos.  Os tribunais de Contas e de Justiça atestam a legalidade.

Se o governador acha que é ilegal, por que o governo dele se fez e se faz cúmplice de uma ilegalidade? Ele a aprovou e paga! Será que a pensão só era legal quando eu não era candidato? Isso é puro oportunismo jurídico? Ou é simplesmente desfaçatez política? 

Até então,  o governador me considerava o melhor candidato ao governo para 2018. Tinha feito uma boa administração, que ele hoje nega, mas que elogiou, cidade a cidade, na Paraíba inteira, em 2010. Tentou ter-me como aliado de todas as formas conhecidas ou presumidas. Depois apostou milhões de fichas em que não seria candidato. Quando o TSE confirma minha candidatura, partem para o ataque pessoal e familiar.

 É um ardil caviloso para desviar a atenção dos problemas do estado, da degradação dos serviços de saúde, segurança, educação e da situação financeira vexatória a que estão levando o Estado.  Esse é o debate que a Paraíba espera. Não nos desviarão do foco dos problemas de nosso Estado e das propostas para vencê-los.Não sou o primeiro a sofrer tais agressões. Os próximos e os últimos só Deus sabe quem serão.

Há na Paraíba uma multidão crescente de agredidos, de demitidos, de retaliados,  ou simplesmente descontentes.Uma  multidão de corações, de mentes, de vontades e de vozes pensando,  querendo e gritando pela superação de práticas políticas velhas, e por uma nova Paraíba de respeito, de seriedade, de honestidade e competência.

Não, não nos intimidarão! Nem nos desviarão  de nosso caminho. Como o poeta, tenho apenas duas mãos  – o sentimento do mundo e o sentimento da minha terra. Confio e sempre confiei na verdade. E a verdade sempre vence”.