Fale Conosco

Qual o problema de uma aliança entre petistas e tucanos na Capital em torno da reeleição do prefeito Luciano Cartaxo? Absolutamente nenhuma. O plano nacional é uma coisa, a cena local é outra. Alguém já ouviu Cássio criticando a gestão de Cartaxo? Nunca.

O único impedimento era se o ex-senador Cícero Lucena tivesse a pretensão de disputar a prefeitura, o que já descartou e deixa o caminho livre para uma costura entre Cássio e Cartaxo com objetivos a médio e, quem sabe, longo prazo.

Aliás, a distensão pode englobar também o apoio do PT a Romero, em Campina, o que na prática já acontece e com vários petistas ocupando cargos na gestão.

É sempre bom lembrar que essa aproximação deve ter a culpa creditada ao governador Ricardo Coutinho e aliados, pois o PSB se negou a integrar a gestão Cartaxo e tem dado sinais de que lançará candidatura própria.

Outro aspecto que merece destaque nessa pré-aliança entre tucanos e petistas, é que cada vez mais se consolida a idéia de que Cássio deverá disputar a reeleição para o Senado em 2018, o que cabe como uma luva no projeto do Partido dos Trabalhadores, que almeja lançar Cartaxo candidato a governador.

E o PT nacional, o que acha? Não será a primeira nem a última vez que os partidos se juntam para um objetivo específico. Aliás, apesar da rivalidade, PSDB e PT são primos e ambos bebem na fonte da social democracia.