Fale Conosco

Quando vejo Nonato Bandeira criticando Ricardo Coutinho comparo logo com uma situação tipo um general da SS que acendeu a fogueira que mantou milhares de uma hora para outra sair dizendo que Adolf Hitler era o culpado sozinho. Nonato é Goebbels.Só que pior, traíra.

Muitos até veem nas críticas de Nonato a legitimidade para desconstruir RC, como veem nas de Agra um contraponto legítimo. Eu não.

Para mim Nonato é um cúmplice do holocausto político que a Paraíba vive querendo se sair de fininho ao vislumbrar a derrocada do ex-comandante em chefe.

O mesmo penso de Luciano Agra e acho que o prefeito Luciano Cartaxo deve botar as barbas de molho em relação aos dois, pois quem se acostuma com mel nunca quer o fel.

Cartaxo e Agra são duas defecções de um projeto que sabiam que não cabiam sombras.

Com RC, Nonato saiu da lama para a cama e realizou seu sonho carreirista de ser secretário de Comunicação de João Pessoa e do Estado. Quem daria essa oportunidade a Nonato sabendo que ele tem apetite insaciável e quer sempre mais?

Com RC, Agra chegou aonde jamais chegaria trilhando carreira solo, desde uma vereança até chegar a prefeito da maior cidade da Paraíba.

Cuspiram sim no prato em que comeram. Aliás, foi um banquete e tanto. Mas se querem ir à forra contra o ex-aliado pela ausência comum de alguma coisa prometida e que acabou sendo servida em uma única mesa, a da Granja, que busquem a locupletação do suplemento alimentar em outros cardápios.

A vida pública não é uma merenda fornecida pela SP Alimentação, superfaturada, revertida para a coletividade e com vício de origem. Um bumerangue, a vida pública é um bumerangue.