Fale Conosco

Confirmada a candidatura de Barão a prefeito de Brejo do Cruz, fica mais que evidente que a estratégia da família agora é focar em Brejo, pois Pollyanna não tem candidato para evitar que a oposição vença em Pombal.

Mas, isso não quer dizer que o casal vá entregar de mão beijada a Verissinho o comando da máquina. Eleição em Pombal tradicionalmente tem disputa e quem vencer vence por muito pouco.

Invoco à memória o último pleito, onde Pollyanna era a favorita e tinha três máquinas públicas a seu favor, prefeitura governos do Estado e Federal.

Definida como candidata aos 45 minutos do segundo tempo, Mayenne começou com 22 pontos atrás da favorita, encostou e passou chegando a botar dois pontos na frente, mas na reta final falou mais alto a força da máquina e a lógica de que é mesmo muito difícil derrotar que tem direito a reeleição no exercício do cargo.

QUEM SERÁ? Agora o jogo vem zerado. Pollyanna não pode ser candidata e projetará sua sombra sobre um ungido ou ungida.

A oposição, que vem de duas derrotas, assimilou os erros das duas jornadas anteriores, principalmente dessa última, onde perdeu por apenas 153 votos e teve a vitória nas mãos na reta final.

Com foco do marido Barão direcionado para se eleger em Brejo do Cruz, Pollyanna fará da campanha uma prestação de contas daquelas de quem não pensa em sair de cena diz ao povo até breve.