Fale Conosco

Mais uma vez vou relatar casos de assaltos na passarela construída pela Prefeitura de João Pessoa, não é repetição, duas pessoas foram assaltadas e agredidas na passarela próximo à faculdade e concessionárias só esta semana.

Na segunda-feira, um grupo de estudantes desceu de um ônibus por volta das 19 horas, e quando se dirigiam à passarela foram alertados por funcionários de uma concessionária de que havia um homem escondido ao lado da rampa para surpreendê-los. A reação deles foi voltar correndo para o ponto de ônibus e pegar o primeiro que passasse para sair daquele lugar, nada mais normal.

Seria um final feliz se minutos depois uma jovem não tivesse sido assaltada pelo mesmo homem agachado por trás do mato ao lado da rampa, ele pegou a bolsa dela e a ameaçou com o que seria uma arma, porque ele não mostrou, mas fez menção à um objeto em sua cintura. Bem, isso já demonstra a insegurança que os estudantes, cidadãos pessoenses que pagam impostos, estão sujeitos diariamente.

Na terça foi pior, outra jovem foi assaltada por um homem com as mesmas características físicas do assaltante do dia anterior, mas desta vez, ele resolveu agredir a moça com um soco no rosto porque ela se recusou a entregar-lhes a bolsa com os pertences.

É absurdo que estudantes e trabalhadores estejam expostos à violência diária em uma passarela que foi construída sob o pretexto de preservar os pedestres.

E o pior é que o bandido acha que tem o direito de agredir a vítima que, indefesa, tenta preservar seus bens que lhe custaram o suor do trabalho.