Fale Conosco

Essa é para descontrair e provocar. Já é tradição no Aeroclube da Paraíba a festinha de malhação do Judas, organizada por associados na área externa do aeródromo.

Este ano, como em anos anteriores, o evento foi um sucesso e por lá, como não poderia deixar de ser, a malhação foi aérea.

Um Judas foi jogado sem paraquedas de uma aeronave, como podemos ver na foto.

Talvez os senhores adivinhem porque este ano o Judas do aeroclube foi batizado de “Viagra, o traidor de todos os traidores”.

Entenderam para quem foi a homenagem? Vou soletrar: Vi – a-gra.

Mas, vamos deixar a paraquedista Andreza Araújo – aquela que ficou na frente de um enchedeira para evitar a destruição da pista – contar a história do Judas Viagra. Fala Andreza!

“Em vez de poste, avião, em vez de apenas panos, doces e balas recheiam o Judas de uma das mais inusitadas malhações, o Judas do Aeroclube da Paraíba. Este traidor é jogado de uma altura de mais de 200 metros e cai no solo para o linchamento publico.

Confeccionado há sete anos pela empresária Maria do Carmo e seus amigos, o Judas do Aeroclube chegou pouco depois do almoço ao local de sua execução. Na tarde deste sábado, um personagem um tanto suspeito observava a movimentação no Aeroclube da Paraíba, sempre calado, segurando um vidrinho de óleo de peroba, pra lustrar sua cara de pau, o sujeito teve sua alcunha logo descoberta, era Viagra, o traidor.

Logo que identificado e julgado como culpado da mais vil traição, o tal Judas Viagra foi levado à aeronave, de onde faria seu ultimo vôo, acompanhado dos paraquedistas Fabinho, Carlyle, Vinicius, Ricardo e Ramon, levados aos céus no Minuano do Cmte. Nonato.

E foi rápida a execução da pena que lhe foi impetrada: o mal elemento foi lançado para uma queda livre de 5 segundos, até colidir na nova pista de barro do único aeroporto da cidade, sendo logo linchado pelos presentes, que descarregavam suas insatisfações, suas amarguras e desalentos destroçando o famigerado boneco, saindo cada um com alguma recordação boa daquele tosco festejo pascal, um doce regalo para abrandar a alma nestes tempos modernos…”

na hora do adeus.jpgIMG_6702.JPGIMG_6714.JPGIMG_6688.JPGDSC_0007.JPG

DSC_0015.JPGDSC_0020.JPGDSC_0028.jpg

Fotos: Marcus Antonius/Andreza Araújo