Fale Conosco

A presidente da API, Marcela Sitônio, enviou, agora, uma nota à imprensa, reafirmando a luta da entidade junto aos jornalistas que estão sendo perseguidos pelo Governo Estadual. Leia a nota na íntegra:

 

NOTA DA ASSOCIAÇÃO PARAIBANA DE IMPRENSA – API

A respeito da carta de jornalistas que se sentem perseguidos pelo Governo, entregue a esta API e à OAB-PB, reafirmamos nossa luta em defesa da liberdade de Imprensa, da livre manifestação de pensamento e de divulgação de fatos político-sociais de interesse coletivo.

A Associação Paraibana de Imprensa (API), ao assim se pronunciar, conclama cidadãos e cidadãs, profissionais da imprensa, entidades e organizações da sociedade civil e pública, a uma vigília permanente por uma Imprensa independente, que propicie ao povo uma mídia plural e democrática.

O direito à informação de todos e de todas, assegurado pela Constituição Brasileira, é inegociável e indelével, o que constará sempre na pauta de nossas ações, assim como o repúdio a qualquer tipo de perseguição, ameaça e assédio. Também decide combater chantagens processuais ou intimidação por parte dos poderes públicos ou privados, incomodados pelo altivo desempenho profissional do jornalismo que contraria ou não interesses particulares ou políticos ou que critique, construtivamente, fatos e ações na vida política da nossa cidade, do nosso do nosso Estado ou do nosso país.

Marcela Sitônio

PRESIDENTA DA API