Fale Conosco

Apesar de negar cargos para apadrinhados de aliados, RC muda discurso quando se trata de ‘sua prole’ e nomeia demitidos da gestão Agra

Faça o que eu digo mas não faça o que eu faço. Parece que é esse o discurso que o governador Ricardo Coutinho vem praticando quando o assunto é emprego e cargos no Estado. Apesar de viver negando a aliados políticos vagas e espaços no Executivo estadual para os apadrinhados, o discurso muda quando os que precisam de emprego são os girassóis exonerados da gestão Agra. Como num passe de mágica, Ricardo Coutinho encontrou duas vagas e nomeou, nesta quarta-feira (04) Laura Farias e Lau Siqueira.

A nomeação foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (4). Demitidos da gestão municipal pelo prefeito de João Pessoa, Luciano Agra (sem partido), eles vão assumir na administração de Ricardo Coutinho (PSB) os cargos de superintendente da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) e de secretário executivo do Desenvolvimento Humano, respectivamente.

Laura Farias deixou a prefeitura de João Pessoa em uma reforma administrativa feita por Luciano Agra no mês de abril. Agora ela entra na Sudema no lugar de Ana Maria Torres, que foi exonerada do cargo.

Diferentemente de Laura, Lau Siqueira deixou a secretária de Desenvolvimento Social da prefeitura de forma conturbada. Ele faz várias críticas ao prefeito pelo Twitter e acabou sendo exonerado também por meio da rede social.

Lau vai ser o secretário executivo da pasta que é comandada por Aparecida Ramos. Porém para acomodar o aliado político, o governador Ricardo Coutinho rebaixou a então dona do cargo Edina Wanderley. A ex-deputada estadual e esposa do também ex-deputado Dinaldo Wanderley passa a ser assessora institucional para assuntos de cidadania da Secretaria de Governo.

Laura e Lau não são os primeiros que deixam a prefeitura e são nomeados no Governo do Estado. Edvaldo Rosas e Ronaldo Barbosa, que presidem os diretórios estadual e municipal do PSB, foram nomeados como assessores de gabinete do governador em maio.