Fale Conosco

Eu sei que, como dizia Chacrinha, na vida nada se cria e tudo se copia, mas peço ao deputado Manoel Júnior que não utilize o nome Pensando João Pessoa nas plenárias do PMDB, pois originalmente essa marca me pertence e liberei apenas para o uso da Fundação Ulysses Guimarães no biênio 2013/2014 e não me lembro de ter renovado o licenciamento.

O formato ele pode até copiar, pois não tenho como proibir, mas a marca do Pensando a Paraíba me pertence e não gostaria que fosse pirateada.

Aliás, começar se apropriando do alheio já é um fato que depõe contra o deputado e um péssimo start para quem pretende se apresentar como a novidade na eleição para prefeito.

Talvez pelos vícios adquiridos na convivência com o deputado Eduardo Cunha tenha o deputado Manoel Júnior decidido se apoderar do alheio, achando que não seria descoberto, mas venho aqui reiterar o meu apelo para que não se aproprie do que não tem o domínio e crie suas próprias estratégias.

Caso não tenha capacidade de inovar por luz própria, contrate um entre os bons publicitários que a nossa Paraíba dispõe.

Pense noutro nome e formato, deputado. Se não consegue, compre os direitos. Mas, por gentileza não cometa o pecado de roubar o que me pertence e é público e notório.