Fale Conosco

O deputado estadual Anísio Maia, do PT, tem em mãos documentação capaz de derrubar um desembargador, jogar o TCE contra a parede e travar a gestão do governador Ricardo Coutinho, que poderá ser acusado de improbidade.

Ele trabalha neste momento no sentido de oferecer aos colegas deputados a mesma oportunidade que teve, quando recebeu de minhas mãos provas incontestáveis de que os critérios para demissão e contratação de comissionados não bate com a versão divulgada pelo governo e documentada em uma TAC com o MPE.

Agora Anísio tem a chance de conseguir as assinaturas necessárias para a abertura de uma CPI, como bem sugeriu o líder da oposição, André Gadelha.

Só que ampliada e não apenas para investigar os pareceres suspeitíssimos do Tribunal de Contas.

Segundo o deputado me falou por telefone, amanhã distribuirá no Plenário da Assembleia cópias autenticadas do processo perdido dentro da secretaria de Saúde do Estado, onde o desembargador Joás de Brito supostamente pede emprego ao governador para sua mulher e um cunhado, e o conselheiro Nominado Diniz tem o nome citado em uma cópia de contracheque com anotações de que é um pedido feito pelo próprio governador Ricardo Coutinho, conforme qualquer perito poderá constatar após exame grafológico.

Outro detalhe que amplia suspeita e traz interrogações ao imbróglio: a letra do braço direito da secretária de Saúde, conhecido como “Julinho”, é a que numera o processo e comenta fotos de maranhistas que devem ser expurgados do serviço público ou remanejados para uma “geladeira”.

Estas fotos serão publicadas logo mais com exclusividade pelo portal ClickPb.

Uma pergunta que não quer calar: Ponque será que mandaram imprimir o email do desembargador?