Fale Conosco

O senador Aécio Neves (PSDB/MG) entregou seu passaporte nesta quarta-feira, 24, ao Supremo Tribunal Federal. A medida atende ordem do ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato na Corte máxima. Fachin mandou o tucano entregar o passaporte e decretou seu afastamento do mandato no âmbito da Operação Patmos, deflagrada no dia 18.

Aécio está sob investigação por suspeita de exigir propina de R$ 2 milhões do empresário Joesley Azevedo, acionista da JBS. Formalmente, o senador é alvo de inquérito por suspeita de corrupção passiva, obstrução de investigação e participação em organização criminosa. Ele nega os crimes e diz ter sido vítima de ‘uma armação’ de Joesley, que gravou conversa entre eles em um hotel em São Paulo.

Joesley e outros executivos do grupo JBS firmaram acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República.

Fonte: Estadão