Fale Conosco

EXCLUSIVO – Muito ética e educada, Lena não disse, mas foi o seu secretário adjunto Genésio Neto quem grampeou aquela conversa dela com os diretores dos Diários Associados.

Tratava-se apenas de uma visita institucional e ela ponderava sobre as pesquisas e a importância da credibilidade do instituo perante a sociedade pelo tempo de serviço e acertos.

Genésio participou da conversa e ficou calado o tempo todo.

Ele cometeu apenas um erro. Tossiu e se revelou, já que das falas ouvidas na sala todas estavam distantes do microfone, menos a dele que estava com a capsula colada ao corpo e assim se revelou como o emissor de som mais alto dos quatro.

De posse do grampo, outro erro foi cometido por quem divulgou  ao truncar de forma amadora a gravação para deixar entender que Lena estava tentando comprar pesquisas, quando na verdade estava questionando a procedência de algumas delas.

A notícia do grampo do jeito que foi apresentada parecia que ia derrubar a secretária, e talvez fosse esse o objetivo da trama, mas para a infelicidade de quem bolou o plano uma nova decupagem revelou a fraude e a farsa veio por terra.

De bombástico, o que deveria ser um escândalo e não passou de montagem barata, ficou drástico e o processo acabou sendo arquivado na Justiça.

O ex-secretário adjunto Genésio Neto pode até espernear ou me processar, mas esta é a verdade e quem prova tudo é aquela tossidela que ele dá e que lhe entregou na hora do bote, que ainda não sei se ele estava só ou a serviço de alguém. Quem?

Como recordar é viver, republico agora a degravação e o aúdio desmantelando a farsa.

DEGRAVAÇÃO COMPARANDO O QUE FOI PUBLICADO DE FORMA TRUNCADA E O DIÁLOGO REAL.

Homem – …checaram os relatórios, fizeram a conferência, pegaram os relatórios, checaram. Então, a pesquisa foi totalmente checada. Outra coisa secretária, o resultado da pesquisa foi extremamente favorável ao governador Maranhão. Eu conversei com ele.

Lena – mas olha o que eu to querendo dizer (interrompida)

Homem – Eu não sei de onde veio essa que apresentaram aí sobre o protocolo.

Lena – O que eu sei é que gato escaldado tem medo de água (rs).

Homem – ta certo, ta certo.

Lena – Todo mundo paga né? Mas eu pago mais pra vocês contratarem o melhor que tiver. Mas entregue isso pra mim na sexta.

ÁUDIO CORRETO: MAS NÃO TEM ESSA INTENÇÃO NÃO. (EM MOMENTO ALGUM EXISTE NA FALA PEDIDO PARA ENTREGAR NA SEXTA-FEIRA, NEM O TERMO SEXTA-FEIRA) 

Homem – Na sexta-feira não.

ÁUDIO CORRETO: PRA SER CORRETO NÃO. 

Lena – Mas vocês sabem que eu sou secretária de Estado, não é?

ÁUDIO CORRETO: MAS VOCÊS SABEM QUE ESTOU FALANDO A VERDADE.

Homem – Mas ái fique tranqüila. Diante disso nós vamos fazer o seguinte: Vamos dizer ao Norte que traga as pessoas de fora, que traga as pessoas de Minas ou de Brasília para poder fazer isso aqui pra poder fazer a pesquisa.

Mas aí uma conversa de gabinete, eu me reservo (interrompe)…

ÁUDIO CORRETO: MAS AÍ UMA COVERSA QUERO TER DEPOIS

Lena – Todos com certeza são funcionários daqui.

ÁUDIO CORRETO: PODE TER CERTEZA QUE A GENTE TÁ AQUI.

Homem – Agora pra senhora ver o nosso ímpeto, compromisso de atender ao pedido do governador, mesmo a pesquisa não sendo a que foi apresentada. Nós exigimos (interrompendo)…

Lena – é a que está repercutindo… (ESTA FALA NÃO EXISTE)

Homem – pois é, aí nossa credibilidade vai pro Brejo, secretária.

Homem 2 – a de hoje não vale nada! (ESTA FALA NÃO EXISTE)

Homem – como é que eu registro uma campanha (interrompido)… (ESTA FALA NÃO EXISTE)

Lena – é mas o gabinete pagou, mesmo a pesquisa vazando.

ÁUDIO CORRETO: MAS NINGUÉM PAGOU, NINGUÉM PAGOU.

Homem – Pois é. Graças a Deus. A cidade de Campina aprovou. Já pensou? Eu registro essa pesquisa e não publico. Eu fiquei chateado quando vi porque não tem nada a ver com essa pesquisa que foi apresentada.

Homem – realmente eu não olhei essa pesquisa.

Homem 2 – Secretária, então é gente “mal cantada”.

ÁUDIO CORRETO: O INTERESSANTE É QUE FOI MAL PASSADA.

Homem 2 – Porque entrei em contato lá, me passaram tudo certinho, não foi isso? (ESTA FALA NÃO EXISTE)

Homem – Ta, realmente. Registrou em cartório, autentico.

Homem – Olha só amigo eu não tive acesso a pesquisa.

Homem – Mas vazou né? (ESTA FALA NÃO EXISTE)

Homem – Ninguém teve. Eu, o presidente e o pessoal do Instituto de Pesquisa.

Homem 2 – E Adelton que trabalha na Signo Comunicação?

ÁUDIO CORRETO: ADELSON QUE TRABALHA NA EDITORAÇÃO.

Homem – Ninguém teve acesso…

Homem 2- e como é que apareceu essa pesquisa na mão do Anderson? Como é que pode?

Lena – O governador ficou puto, porque não era ele o alvo, mas indiretamente era.

Homem 2 – Não era o quê?

Homem – Não era ele o alvo.

Lena – Era o cenário.

Homem 2 – Sim, sim, era o cenário de Campina. Entendi, entendi. Exatamente.

Dificuldades de degravação…continua

Homem 2 – A confusão todinha é que ele apresentou dando quase um empate técnico entre Ricardo e Maranhão. Mas tudo bem, em não quero usar esse pretexto porque sou amigo de Paulo.

Lena – Eu acho…

Homem – Eu não quero perder. Conto com o seu apoio…

ÁUDIO CORRETO: SECRETÁRIA CONTO COM O SEU APOIO.

Lena- Você me confundiu com uma velha…eu sou uma velha (risos)?. Meu nome é Lena…

Homem – Então, Lena…

Escutem o áudio a seguir e tirem suas conclusões.

Perguntar não ofende: quem mandou grampear?