Opinião Polêmica

A espetacularização da prisão de Fabiano e a Paraíba jogando pedras na Geni errada

Por mais que tenha errado, não vejo motivos para a prisão e linchamento moral de Fabiano Gomes.

Essas pedras que estão sendo jogadas no radialista equivalem ao mesmo linchamento moral promovido por aqueles que odeiam o fato de que a mobilidade social fez um pobre virar rico e um operário Presidente e botam na mesma cruz Lula e o Gordinho.

Todos sabem que no Brasil fazer sucesso é um atentado violento ao pudor e ofensa pessoal às elites. E Fabiano saiu do baixo clero de Cajazeiras às altas rodas de Jampa, frequentou o Palácio e a Granja, foi o dono da banca e circulou entre os capas pretas.

O crime de Fabiano foi achar que carrapeta bate em pião, ao ter se deixado envolver nesse episódio da compra do mandato de Luceninha, mas mesmo assim estar no PB1 no lugar do dono da mala não faz sentido e a sociedade não pode aceitar a terceirização da culpa.

Concordo que Fabiano estava fora do eixo e da missão real de todo jornalista, quando carregou a mala do Manaíra Shopping até o ponto de desova, as mãos de Luceninha.

Concordo que Fabiano chamou muito corrupto de corrupto, mas também pondero que às vezes ele exagerou ao arremessar na lama quem não merecia.

Entre isso e estar preso em um presídio junto com a borra humana há perguntas que precisam ser respondidas e todo mundo acha que os exageros do modus operandi judiciário estão latentes.

Se Fabiano infringiu a Lei cometendo um pequeno deslize em uma das medidas cautelares, uma coisa que é a cara dele, a displicência, de outra parte ele se antecipou quando foi à PF e MP contar o que sabia e isso deveria ser atenuante.

A espetacularização da prisão, audiência de custódia e transferência de Fabiano Gomes para um presídio revela equívocos de parte a parte, mas também deixa claro que quando a Justiça não tem coragem de prender o dono da mala, oferece quem a carregou como Geni para a sociedade atirar pedras.

Fabiano Gomes afrontou o sistema quando venceu na vida e o sistema afrontou a inteligência pública quando mandou para atrás das grades a piaba e deixou o tubarão de fora.

Dércio Alcântara

Tags: Tags: