Notícias

PAGANDO CALCINHA: Governador RC manda tirar do ar a “cara de brava” que o transformou em piada nacional

As patetadas de uma gestão jocosa, provinciana e falastrona viraram piada nacional e o Governo do Estado agora está sendo comparado a uma moça vestindo uma minissaia curtíssima, daquelas que não tem tecido nem para gritar “tira”, como a da atriz Carem Souza, que ilustra esse texto.

Se puxa a minissaia de um lado para cobrir as partes íntimnas a calcinha aparece do outro; se puxa para o outro para não mostrar tudo, a calcinha se revela, porque quem muito se abaixa o fundo da calça aparece.

Piada nacional nesta tarde, nosso governador tem se superado. Já recomendou a dança da chuva para agricultores quebrados pela estiagem, recomendou que as mulheres façam “cara de brava” para espantar os ladrões, e agora só falta mandar os servidopres rodarem a bolsinha no Calçadão de Manaíra.

Moral da história: num único dia fomos duas vezes destaque no site da Revista Veja. A primeira por recomenfações esdrúxulas a população diante da escalada da violência; a segunda, por tirar do ar do site do Governo as recomendações patéticas.

Veja a matéria na íntegra:

Após a repercussão de reportagem do site de VEJA, a Secretaria de Segurança e da Defesa Social da Paraíba retirou do seu site a relação de dicas de segurança onde constava recomendação para que as mulheres paraibanas fizessem “cara de brava” caso se sentissem inseguras ao andar à noite ou quando saíssem de um banco.

Por volta de 16h desta quarta-feira, todos os itens, que estavam divididos em seções como “dicas de segurança para mulheres” e “dicas de segurança no trânsito”, foram retirados do ar. Originalmente, quem entrasse no site se deparava com uma relação onde constava a frase “se você se sente insegura ao andar à noite numa rua deserta, ou ao sair do banco com o dinheiro na bolsa, faça cara de brava, franza as sobrancelhas, fale alto consigo mesma”.

Outras dicas recomendavam que as mulheres andassem com uma bolsa reserva “com quinquilharias e algum dinheiro” para entregar ao assaltante ou estimulavam que os cidadãos da Paraíba treinassem métodos de fuga para o caso de serem trancados em porta-malas durante um sequestro. Recentemente, os sites das polícias Civil e Militar da Bahia também retiraram do ar listas semelhantes após a imprensa ter divulgado os itens mais curiosos das relações.  

Inicialmente, o governo paraibano só havia eliminado a dica onde constava a recomendação de que as mulheres deveriam fazer “cara de brava”. Às 14h, esse era o único item citado na reportagem que não constava mais na lista. Duas horas depois, toda a lista havia sido retirada do ar. No momento, ao acessar esta seção do site aparece um aviso que diz “página não encontrada”.

Procurada, a Secretaria de Segurança afirmou, em nota, que “as dicas haviam sido obtidas de um outro portal e já foram retiradas do ar por não refletirem a política de Segurança do Governo do estado da Paraíba.

Com Vejaonline