Fale Conosco

O candidato ao Governo do Estado pelo MDB,  Zé Maranhão, participou na manhã desta quinta-feira (06), de uma discussão sobre segurança pública com foco na reestruturação da Polícia Civil. O encontro foi na Adepdel, Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Polícia da Paraíba. Na ocasião, o presidente da Adepdel, Steferson Gomes Vieira, expôs a atual situação do estado identificada num estudo feito pela associação. Segundo ele, mais de 70% da população já foi vítima de crime, a categoria está a mais de oito anos sem concurso público, não possui plano de cargos e carreira e se aposenta tarde porque perde 37% do líquido da remuneração.

A categoria também relembrou benfeitorias feitas por Maranhão em gestões anteriores como o plantão remunerado, que permite que hoje ainda se tenha delegacias abertas nos fins de semana, e a Delegacia da Mulher. “As mulheres não se sentiam confortáveis em relatar a delegados homens suas agressões e intimidades violadas. Foi por isso que criamos a delegacia que não é devidamente valorizada”, disse Maranhão.

Zé afirmou também: “O que ouvi neste encontro hoje corrobora com o discursos que temos feito. Defendo de forma incisiva que as polícias precisam se modernizar.  Delegacias, hoje, estão desprovidas dos mínimos equipamento necessários para o desempenho de trabalhos básicos. Nós estamos num estágio de muito atraso na polícia por culpa do governo que não a equipou adequadamente. Temos duas deficiências:  a quantitativa e a qualitativa.”
A Adepdel realizou um estudo sobre a atual situação da polícia civil no estado e desenvolveu um plano de reestruturação com propostas e ações para melhorar a agilidade e efetividade da atuação da polícia investigativa e a prestação de serviço ao cidadão que foi entregue ao candidato Zé Maranhão.