Fale Conosco

Wilson Santiago manifestou satisfação com o fato deo Banco do Nordeste – BNB promover, dias 17 e 18 de maio, a I Conferência Regional de Desenvolvimento Sustentável do Bioma da Caatinga, visando a uma contribuição para a Rio + 20, no que tange ao aspecto de um estudo daquele bioma. “As questões ligadas diretamente ao meio ambiente da região Nordeste articulam, atualmente, possibilidades de políticas públicas de manejo sustentável do bioma predominante na região do semiárido, disse o político paraibano”.

Na opinião de Wilson Santiago, a Conferência será uma oportunidade para se conhecer experiências que apresentem relevantesestratégiasviáveis de convivência com o semiárido, motivo pelo qual, segundo ele, a iniciativa do BNB deve ser vista como um exemplo a ser praticado por outras empresas e instituições financeiras do País. A Caatinga ocupa a totalidade do Estado do Ceará e parte do território de Alagoas, Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe e abrange 9,92% do território nacional, ocupando uma área de 844.453 Km², constituída principalmente por savana estépica.

Durante a Conferência, representantes de todos os setores da sociedade estarão reunidos na sede do Banco do Nordeste, em Fortaleza. “Creio ser importante estabelecer uma relação sustentável doprodutor rural com o bioma caatinga, porque é nessa integração produtiva que se encontra a chave para o crescimento de uma intervenção limpa, sem degradação da natureza e, ao mesmo tempo, desenvolvimentista da sociedade e da economia local”, concluiu Wilson Santiago.

Assessoria