Fale Conosco

Wilson Santiago alerta para o preocupante fato de o Brasil ocupar a 2ª colocação mundial no consumo de cocaína, principalmente neste momento em que os olhos do mundo se voltam para o nosso país por ocasião da 6ª Cúpula das Américas, que se realiza neste final de semana na Colômbia. Das 34 nações participantes, somos vistos como o parceiro-chave na região, principalmente por ser o principal caminho para a droga alcançar a África.

“Temos de nos preocupar com o fato de diversos países produtores da América do Sul exportaremdrogas ilícitas para o Brasil”. Wilson Santiago também ressaltoua necessidade de o governo, a classe política, a sociedade civil e a população em geral atuarem em conjunto na formulação de uma política pública de combate ao tráfico, mas que também enfoque a humanização no trato dos consumidores com vistas à recuperação dos usuários.

Wilson Santiago defende um amplo debate nacional que construa o tipo correto e eficiente de ação institucional, tanto das instâncias do Poder Judiciário, quanto do sistema policial, penitenciário, assim como do sistema da saúde pública e privada para uma mais capacitada intervenção nessa preocupante área.

Assessoria