Fale Conosco

O senador Wilson Santiago (PMDB-PB) disse, nesta sexta-feira (21) que não se pode mais permitir que pessoas que causam danos ao patrimônio público tenham acesso a cargos nos poderes Executivo e Legislativo. Ele lembrou que a suspensão da Lei da Ficha Limpa, determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), terminou no último dia 4 de junho de 2011. Para o senador, é preciso defender a vigência da lei a partir desta data.

Wilson Santiago disse que a Lei da Ficha Limpa foi aprovada “graças à mobilização de milhões de brasileiros” e sua defesa é uma das principais bandeiras dos movimentos anticorrupção que têm despontado em várias capitais brasileiras.

O senador afirmou que os brasileiros não podem permitir que o Brasil seja conhecido como um país de impunidade, no qual os políticos eleitos não representem o pensamento e o desejo da maioria da população.

– O povo não quer nos quadros da administração pública, e muito menos na sua representação, no Congresso Nacional ou em qualquer parte deste país, homens que tenham, de fato, no passado, dado exemplos que denigrem a imagem do povo brasileiro – afirmou.

O senador lembrou que, na quinta-feira, o presidente do Senado Federal, senador José Sarney (PMDB-AP), fez um pronunciamento externando sua preocupação com a segurança e com a impunidade.