Fale Conosco

Quando assumiu o mandato de senador, com apenas 35 anos, o empresário Wellington Roberto vestiu o paletó por sorte do destino, já que era suplente de Humberto Lucena e este faleceu, deixando-lhe a vaga que nunca cedeu em vida para nenhum suplente.

Hoje, aos 52 anos, ele é deputado federal em terceiro mandato, sendo o mais votado do último pleito, e candidato natural das oposições para voltar à Câmara Alta.

E ninguém pode vir dizer que Wellington não fez sua parte. Firmou aliança com o PMDB quando Tatiana ainda era uma incógnita e amargava um quarto lugar ameaçado por Guilherme Almeida.

Segurou na mão de Maranhão e foi o grande amigo que não lhe faltou do primeiro ao último dia da campanha, deixando-o a vontade para decidir para onde ir no segundo turno e ainda o acompanhou na posição de neutralidade, apesar de ter recebido inúmeros apelos do amigo Cícero.

O PR de Wellington deu um salto e fez doze prefeitos, o que vem se juntar a significativa base municipalista de mais de 40 prefeitos que Wellington tem.

Ao abrir espaços nas duas maiores cidades, inclusive com o filho Bruno na vice de Tatiana em Campina, e ampliar sua base pelo interior, o deputado federal espera contar com o apoio de Zé Maranhão e Veneziano na disputa por uma vaga de candidato a senador em 2014.