Notícias

Vital viabiliza empenhos e Funasa destina R$ 1,9 milhão para abastecimento em 7 municípios da PB

O Senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) confirmou nesta quinta-feira (16) que sete municípios paraibanos receberão, em aproximadamente 10 dias, recursos liberados pela Fundação Nacional da Saúde – Funasa para ações voltadas para o abastecimento de água. O montante, orçado em aproximadamente R$ 1,9 milhões, está sendo liberado graças à atuação do Senador paraibano.

 

Ao confirmar a liberação dos recursos, Vital lembrou que, desde a época em que exercia mandato de Deputado Federal, tinha uma boa relação com órgão. “E, depois que assumimos este mandato em favor da Paraíba aqui no Senado, nossa relação com a Funasa melhorou consideravelmente. Os municípios contemplados e seus respectivos valores são:

 

Quixaba – R$175.000,00 (1 parcela)

Alagoinha – R$ 250.000,00 (1parcela)

Zabelê – R$ 174.500,00 (1 parcela)

Juazeirinho – R$ 499.071,19 (2 parcelas)

Imaculada – R$ 250.000,00 (1 parcela)

Santana dos Garrotes – R$ 300.000,00 (1 parcela)

Malta – R$ 200.000,00 (1 parcela)

 

Para o senador, as obras realizadas na Paraíba por meio da Funasa tem elevado a qualidade de vida da população e evitado muitas doenças geradas a partir de ausência de ações de saneamento básico. “São obras importantes que tem ajudado e melhorar a qualidade de vida da população” comentou Vital.

 

No início deste ano, o senador já havia anunciado a liberação de R$ 3,8 milhões, destinados a 15 municípios do Estado com até 50 mil habitantes. Os recursos também são oriundos de convênios com a Funasa e foram designados para obras de abastecimento de água, esgotamento sanitário, melhoria sanitária domiciliar (construção de banheiros) e melhoria habitacional para controle de doença de chagas.

 

Conforme enfatizou o parlamentar peemedebista, o PAC 2/Funasa tem possibilitado a realização de um conjunto de obras em toda a Paraíba. Segundo ele, mais de R$ 500 milhões foram disponibilizados para os municípios paraibanos nessa fase do programa. Além do mais, de acordo com Vital, ainda estão revistos 140 projetos, organizados em mais de 100 municípios.

Assessoria