Fale Conosco

Em sintonia com a Paraíba e de maneira especial, com a cidade de Campina Grande, o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), parabenizou o prefeito Veneziano Vital do Rêgo pela sanção que deve ocorrer nesta terça-feira (17) do projeto de lei que cria o PCCR (Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração) dos servidores efetivos da Secretaria Municipal de Saúde, beneficiando 2,7 mil profissionais. 

Mesmo estando neste período de recesso parlamentar realizando uma série de seminários por todas as regiões do Estado, aonde vem recebendo pleitos dos gestores municipais e encaminhando diversos benefícios para as cidades, o parlamentar lembrou que o PCCR trará muitos benefícios aos servidores, incluindo mais vantagens para os profissionais que irão se aposentar e também para os que estão na ativa. O PCCR, para a secretária municipal de Saúde, Tatiana Medeiros, representa mais um ato de valorização do servidor público por parte da gestão municipal e, conseqüentemente, também da saúde pública. 

Com o PCCR, o impacto financeiro inicial será de aproximadamente R$ 800 mil mensais e para citar um exemplo, categorias de nível superior como analista de patologia clínica, assistente social, cirurgião dentista, enfermeiro, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, médico veterinário, nutricionista e terapeuta ocupacional, que tinham como vencimento inicial pouco mais de R$ 650, passam a receber, no mínimo, R$ 1.875. “Esse projeto dá a tranquilidade ao servidor e a garantia de que seja qual for o gestor público que estiver no cargo, ele vai ter os direitos respeitados”, assinalou Vital. 

Afora o plano, nesta gestão segundo o senador, os profissionais de saúde, entre eles, do Saúde da Família, tiveram as relações de trabalho com a Prefeitura de Campina Grande desprecarizadas, sendo contratados através de concursos públicos. Antes, eles eram contratados através das Sociedades de Amigos de Bairro. 

Para Vital do Rêgo, ao sancionar o plano, o prefeito Veneziano novamente mostra o compromisso para com o servidor, e neste momento em especial para com os servidores da saúde. O parlamentar peemedebista lembrou que esse não foi o primeiro Projeto de Lei que institui o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração, ele já encaminhou o do Magistério, dos Agentes de Trânsito, etc. “Esse é um governo que se preocupa com o servidor, e dá as condições de trabalho necessárias para se trabalhar com a auto estima elevada”, observou.