Fale Conosco

Carla Cecato, apresentadora do Fala Brasil, telejornal matutino da Record, sofreu críticas na web após fazer comentário sobre o caso Robinho. Na edição do programa de sábado (17), a jornalista citou ser comum situações em que jogadores de futebol se reúnem com garotas de programa para questionar a veracidade de algumas acusações de estupro.

Em conversa com o jornalista esportivo Cosme Rimoli, Carla reforçou a existência de mulheres que trabalham com prostituição e vão a esses encontros cientes das situações que costumam encontrar.

“Como jornalista e mulher, tenho o direito de falar. Todo mundo sabe que existem mulheres que vendem o corpo e esse tipo de atitude entre jogadores de futebol, infelizmente, é comum. Essas atitudes horrorosas de contratarem mulheres de programa para orgias”. A apresentadora ainda relembrou relatos de Andressa Urach no livro Morri para Viver (2015), no qual revela alguns destes casos envolvendo atletas e prostituição.

Ao citar esses exemplos, Carla afirmou ser difícil compreender algumas situações porque, em muitos casos, há um acordo prévio entre jogadores e mulheres.

“Essas mulheres vão a esses encontros sabendo que passarão na mão de vários homens, até por isso cobram mais caro. Então, é muito difícil quando surgem essas acusações de estupro e sabermos até que ponto isso foi algo programado”, falou.

Apesar do comentário sobre prostituição, a apresentadora repudiou as falas de Robinho nos áudios divulgados nos quais comenta sobre o caso. “Não estou tirando o teor da conversa. É de baixo calão e de desrespeito contra a mulher. Ela estava embriagada e, ao que parece, não poderia ter continuado esses atos sexuais”, comentou.

Em resposta ao comentário de Carla, Rimoli cobrou decência dos homens para que casos como o de Robinho não voltem a acontecer.

“Falando como homem, cabe ao jogador, aos homem, ter a decência de participar disso ou não. Quando Robinho fala que a mulher estava embriagada quando aconteceu, ele teve uma postura péssima. Foi ele quem se entregou”, opinou o jornalista.

Assista abaixo ao comentário completo de Carla Cecato no Fala Brasil:

Notícias da TV